Notícias de Última Hora
Home / Teatro / Teatro do Kaos apresenta dois espetáculos no Teatro de Contêiner Mungunzá

Teatro do Kaos apresenta dois espetáculos no Teatro de Contêiner Mungunzá

O Teatro do Kaos, grupo que é referência de pesquisa teatral na Baixada Santista, traz para a cidade de São Paulo seus mais dois recentes espetáculos para apresentações no Teatro de Contêiner Mungunzá. VOCIFERA, livremente inspirado na obra O Inimigo do Povo (1882), do norueguês Henrik Ibsen, sobe ao palco dias 26 e 27 de setembro e 3 e 4 de outubro, quinta e sexta-feira, às 20h e OS SAPATOS QUE DEIXEI PELO CAMINHO, que narra  o universo de  um migrante nordestino que vem para São Paulo em busca de seus sonhos, tem sessões dias 28 e 29 de setembro e 5 e 6 de outubro, sábado e domingo, às 20h.

Escrita por Victor Nóvoa e dirigida por Marcos Felipe e Lucas Beda, ambos da Cia Mungunzá de Teatro, VOCIFERA comemora 20 anos do grupo Teatro do Kaos e traz à tona a questão da escolha dos direitos. Por que o cidadão não pode ter todos os seus direitos atendidos? Por que é preciso escolher entre saúde e cultura, por exemplo?

Com interpretação de Fabiano Di Melo, Levi Tavares e Lourimar Vieira, a montagem trata dos (des) caminhos da conjuntura política atual. E lança mão de questões aparentemente locais e corriqueiras, para fazer uma análise crítica sobre o pensamento conservador pautado no discurso do medo e da violência sistêmica.

Mescla de linguagens

OS SAPATOS QUE DEIXEI PELO CAMINHO faz uso de diversas linguagens, unindo cinema, música, artes visuais, dança e teatro de bonecos. Com argumento de Lourimar Vieira, a peça escrita por Cícero Lopes é dirigida por Marcos Felipe, da Cia Mungunzá de Teatro, e narra  o universo de Poim, um migrante nordestino que vem para São Paulo em busca de seus sonhos. Através de suas recordações, o personagem vai reconstruindo a vida e criando novos pontos de vista e percepções para problemas comuns do mundo contemporâneo. Como pano de fundo dessa trajetória, a montagem passa por temas como migração nordestina e homossexualidade.

O diretor Marcos Felipe conta que no espetáculo busca se comunicar com o público por meio da poesia e metáforas. “Essa é uma obra mais intimista, mas que representa um espelho da nossa sociedade atual, discutindo conceitos arcaicos, preconceitos enraizados e verdades absolutas. O trabalho de criação foi em conjunto com os atores, que tiveram liberdade para trazer suas experiências para o texto e sugerir modificações”, explica ele.

Em OS SAPATOS QUE DEIXEI PELO CAMINHO o uso de vídeo em cena é importante para situar o espectador cronologicamente dentro do espetáculo. “As projeções foram escolhidas porque o protagonista da peça, Poim, teve sua vida conduzida pelo o que via na TV. Usamos nos vídeos cenas de novelas e comerciais que localizam a plateia no tempo”, conta Marcos Felipe.

Sobre o Teatro do Kaos

Fundado em 1997 foi considerado de Utilidade Pública Municipal pela Lei 2576/99 e de Utilidade Pública Estadual pela Lei 15.275/2013. A sede do Teatro do Kaos localiza-se em Cubatão (São Paulo) e inclui uma sala de espetáculos (único teatro da cidade). O grupo encenou as seguintes peças: CaimA Divina ComédiaA Flor do MangueBailei na CurvaOs Filhos da PolíticaA Aurora da Minha VidaA MandrágoraEste Ovo é um GaloCaminhos da Independência A Falecida, entre outros.  Há 15 anos promove a encenação Caminhos da Independência, que faz parte do calendário oficial da cidade de Cubatão e já contou com a participação de atores como Alexandre Borges, Nuno Leal Maia, Juan Alba, Carlos Casagrande, Júlio Rocha, Monique Alfradique, Gustavo Leão e Gabriel Braga Nunes. Desde 2010 o Teatro do Kaos realiza o Projeto Superação, que qualifica profissionalmente jovens atores, além de ministrar oficinas para crianças e adolescentes

Para roteiro:

VOCIFERA – Dias 26 e 27 de setembro e 3 e 4 de outubro, quinta e sexta-feira, às 20h, no Teatro de Contêiner Mungunzá. Livremente Inspirado em O Inimigo do Povo, de Ibsen. Dramaturgia – Victor Nóvoa. Direção – Marcos Felipe e Lucas Beda. Elenco –Fabiano Di Melo, Levi Tavares e Lourimar Vieira. Vídeos – Lucas Beda. Direção Musical – Gustavo Sarzi. Cenário – Marcos Felipe e  Teatro do Kaos. Figurino – Sandra Modesto. Criação Gráfica – Leonardo Akio. Fotos – Luiz Guilherme. Desenho de Luz – Pedro Augusto. Técnico de Luz – Rafael Almeida. Técnico de Som/Projeção – Alisse Ribeiro. Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta. Produção – Teatro do Kaos. Duração – 45 minutos. Recomendado para maiores de 16 anos. Ingressos – R$ 30,00 e R$ 15,00 (mei-entrada) a venda pelo site ciamungunza.com.br.

OS SAPATOS QUE DEIXEI PELO CAMINHO – Dias 28 e 29 de setembro e 5 e 6 de outubro, sábado e domingo, às 20h, no Teatro de Contêiner Mungunzá. Argumento –Lourimar Vieira. Texto – Cícero Gilmar Lopes. Direção – Marcos Felipe. Diretora Assistente – Sandra Modesto. Elenco –  Camila Sandes,  Fabiano Di Melo, Levi Tavares,  Lourimar Vieira e Luiz Guilherme. Vídeos – Lucas Beda. Fotos – Sander Newton.
Animação – Lucas Schlosinski. Trilha Sonora – Marcos Felipe e Sandra Modesto. Intervenção musical – Gustavo Sarzi. Locução – Theo Rangel. Bonecos – Márcia Alves. Cenário – Teatro do Kaos e Fabiano Di Melo. Cenotécnico – Fabiano de Melo e Irio Sandes. Figurino – Fausto Viana. Desenho de Luz – Pedro Augusto. Técnico de Luz – Rafael Almeida. Técnico de Som/Projeção – Alisse Ribeiro. Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta. Produção – Teatro do Kaos. Duração – 60 minutos. Recomendado para maiores de 16 anos. Ingressos – R$ 30,00 e R$ 15,00 (mei-entrada) a venda pelo site ciamungunza.com.br.

TEATRO DE CONTÊINER MUNGUNZÁ – Rua dos Gusmões, 43 – Luz (próximo à estação Luz do metrô). Acesso para deficientes físicos. Capacidade do Teatro – 99 lugares. Bilheteria – Abre uma hora antes do início das apresentações (aceita dinheiro e cartões débito/ crédito Visa e MasterCard).

Sobre Padrão do site

Avatar

Veja Também

Piccolo Teatro completa um ano com a realização de mais de 500 espetáculos gratuitos

Um dos passeios atrativos na região central da capital paulista, a rua Avanhandava tem um constante …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.