Notícias de Última Hora
Home / Teatro / João Falcão estreia nacionalmente “Que Deus Sou Eu” na Casa do Comércio

João Falcão estreia nacionalmente “Que Deus Sou Eu” na Casa do Comércio

O diretor João Falcão escolheu Salvador para estrear nacionalmente Que Deus Sou Eu. Com texto também assinado por ele, o espetáculo, livremente inspirado no livro sagrado Bhagavad Gita, conta o fabuloso encontro entre Krishna e Arjuna no campo de batalha. A peça entra em cartaz no Teatro Sesc Casa do Comércio, dia 11 de janeiro, às 20 horas, e realiza apenas quatro apresentações, sempre aos sábados, até 01 de fevereiro. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou no site do Ingresso Rápido. 

Para dar vida ao príncipe guerreiro atormentado e à personificação do Criador supremo, Falcão convidou dois dos mais talentosos atores da nova geração, Daniel Farias (Arjuna) e Leandro Villa (Krishna). A dupla integrou o elenco do Sonho de uma Noite de Verão na Bahia, musical de Falcão que arrebatou o público soteropolitano.    

Que Deus Sou Eu reflete sobre autoconhecimento, dilema moral e o medo de seguir em frente devido as incertezas impostas pela vida. Minutos antes de iniciar uma guerra, Arjuna contempla o front, vê o exército adversário formado por membros da sua família, amigos e conhecidos, e deseja não mais lutar. Diante da crise, o guerreiro é iluminado diretamente pelo seu mestre e amigo Krishna, que o questiona sobre os motivos do seu desânimo, reflete sobre as consequências da não ação e o lembra da sua missão no mundo.

Durante milênios, o impasse de Arjuna “fugir ou ir à luta” é o mesmo vivido por cada ser humano que já existiu, que existe ou ainda vai nascer. De acordo com Falcão, a decisão de encenar Que Deus Sou Eu se deu pois, na percepção dele, o número de pessoas passando por esse momento de forma angustiante só faz aumentar e rapidamente. “O Bhagavad Gita tem funcionado por tanto tempo porque é capaz de devolver o ímpeto e a capacidade de acreditar que as coisas podem ser revertidas, apesar de muitas vezes parecer que tem um exército lutando contra”, afirma Falcão. Assim como a escritura mística, o espetáculo também reflete sobre como as pessoas aceitam as dádivas e as adversidades. “O livro diz que o sábio pleno é o mesmo na glória e no fracasso”, explica o diretor.

Que Deus Sou Eu é uma versão do espetáculo Dhrama, escrito e encenado pelo próprio Falcão, protagonizado por Alinne Moraes (Krishna) e Osvaldo Mil (Arjuna), há 13 anos, no Rio Janeiro. A segunda montagem do texto, traduzida em inglês, foi realizada em Nova York no circuito off Broadway pelo diretor Luca Bianchi, em 2014. A crítica do site New York Theatre Review afirmou que A adaptação de João Falcão combina linguagem contemporânea com versos antigos para estabelecer elos humorísticos e importantes entre o passado e o presente”. De acordo com o diretor e autor, a peça Dhrama foi reescrita e atualizada sob uma nova perspectiva e, por isso, ele decidiu alterar o título.

Que Deus Sou Eu, texto e direção de João Falcão.

Local: Teatro Sesc Casa do Comércio
Av. Tancredo Neves, 1109 – Caminho das Árvores, Salvador – BA

Quando: 11/01 a 01/02/20 (apenas quatro apresentações, sempre aos sábados), às 20h.

Ingressos: R$ 50 (inteira); R$ 25 (meia-entrada) mediante apresentação de documento oficial com foto.

Vendas: www.ingressorapido.com.br e bilheteria do teatro, que funciona de terça a quinta (13h às 20h30); de sexta a domingo (13h ao início do espetáculo).

Telefone: (71) 3273-8543/8565

Classificação indicativa: livre

Capacidade: 546 lugares (acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais)

Redes sociais: @quedeussoueuteatro

Realização: MaquinaMaquina Produções Artísticas e Carambola Produções

Meia-entrada

Pessoa com deficiência e um acompanhante, jovens de 15 a 29 anos, cuja renda familiar mensal seja de até dois salários mínimos, desde que inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, pessoas com idade igual ou superior a 60 anos e para estudantes que devem apresentar documento oficial com foto.

Crédito das fotos: Flora Negri

Sobre Padrão do site

Avatar

Veja Também

Ser José Leonilson, versão audiovisual ao vivo de Laerte Késsimos

O espetáculo Ser José Leonilson ganha versão audiovisual ao vivo para ser transmitida em tempos …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.