Notícias de Última Hora
Home / Eventos / Exposição em Nova York trata homofobia no Brasil

Exposição em Nova York trata homofobia no Brasil

Crimes Against Love é uma série de memoriais aos mortos na guerra urbana contra os homosexuais no Brazil.  O país, que oferece união civil estável para pessoas do mesmo sexo e realiza uma das maiores paradas do orgulho gay no mundo, é também o líder mundial em violência por causa de orientação sexual.  Na exposição, fotos de esculturas desfiguradas pelo tempo são impressas em tecido (1,80m), como mortalhas.  Cada uma é acompanhada por um texto que relata suscintamente um assassinato violento.  Por exemplo: “___, 2012.  Enterrado vivo pelo padrasto.  Tinha 14 anos e tentava ser abertamente gay.”

Informações de serviço completas:
Data:  7 de Agosto – 7 de Setembro, 2012.
Nome do evento: Cyríaco Lopes: Crimes Against Love.
Curada por Claudia Calirman, Lisa Farrington & Thalia Vrachopolous.
Nome do artista: Cyríaco Lopes.
Local: President’s Gallery, John Jay College, City University of New York,.
Endereço: John Jay College, 899 Tenth Avenue, 6º andar, Nova York, E.U.A.
Horários: de Segunda a Sexta, de 10 as 16 horas.

Cyriaco Lopes é um artista brasileiro que vive e leciona arte nos E.U.A. há mais de uma década.  No Brasil seu trabalho foi visto no MASP (Prêmio Phillips de Viajem a Europa), no MAM do Rio e de Salvador, e no CCSP.  Nos EUA seu trabalho foi exibido nos Museus de Arte Contemporânea de Saint Louis (Prêmio de projeto) e de Baltimore, no El Museo e na Apexart em NY.  Seu trabalho também apareceu em diversos países europeus, como a França, a Alemanha (individual), Itália, Polônia e Portugal.  De fato, apenas nos últimos 2 anos o trabalho também foi incluído em exposições em Guent, Nantes, Belfast, Reykjavik e Gênova.  Artistas importantes foram curadores do seu trabalho como Lygia Pape, Luciano Fabro e Janine Antoni, assim como críticos como Paulo Herkenhoff.

“A originalidade da minha trajetória está na exploração de temas políticos: do fim da ditadura à violência urbana, até questões de direitos civis para homosexuais.  Talvez o único artista brasileiro da minha geração  (cujo trabalho emergiu no finalzinho dos anos 90) a ter se comprometido consistentemente com questões políticas atuais.”

As galerias de arte do John Jay College tem uma programação de ponta, com artistas excepcionais.  Entre 2010 e 2011 as galerias realizaram individuais de artistas como William Córdova (Bienal do Whitney, Menil Collection), Pablo Helguera (Reina Sophia, MOMA, Bienal de Havana), Wanda Raimundi Ortiz (PS1/MOMA, Performa Biennial) e Faith Ringold (nas coleções do MOMA, do Metropolitan, do Guggenheim etc). A City University of New York é uma das melhores do mundo (12 prêmios Nobel).

“Embora a exposição aconteça em Nova York, faz parte do circuito ampliado da arte brasileira, já que trata de um assunto brasileiro.  Como no Brasil a arte tem tendência formalista (processos e materiais) ou auto-referente (arte sobre a história da arte), é preciso incluir espaços internacionais onde trabalhos de posicionamento político claro possam ser mostrados.”

Cyríaco Lopes

http://www.cyriacolopes.com/

Sobre Padrão do site

Avatar

Veja Também

Estreia mundial da Trolls Run será em São Paulo

É hora de viver a experiência de ser um dos Trolls, os personagens mais alegres …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.