Notícias de Última Hora
Home / Teatro / ‘Edukators’ no Teatro Ipanema

‘Edukators’ no Teatro Ipanema

“Seus dias de fartura estão contados”. Ameaça terrorista? Manifesto? Desejo de mudar o mundo? Utopia? A mensagem escrita em um bilhete e espalhada pelos ‘Edukators’ propõe uma revolução. Eles não se conformam com a desigualdade social, é preciso reverter a lógica capitalista, transformar o pensamento de cada indivíduo. É tempo de mudança, movimento. Os ‘Edukators’ nasceram no cinema, fruto da imaginação do roteirista e diretor austríaco Hans Weingartner, mas podem estar na sala ao lado. Realidade e ficção desatam os nós, rompem as fronteiras.

Natalia-Pablo-e-Fabricio-na-cama_foto_paula_kossatz

A criação de Hans Weingartner tornou-se um dos mais cultuados filmes dos últimos anos, uma espécie de manifesto da nova geração, carente de utopias e ideias, dividida entre a nostalgia de um espírito revolucionário e a aceitação do “fracasso” de movimentos que pregavam a justiça e igualdade social. O filme foi indicado à Palma de Ouro em Cannes e narra à história de três jovens que vivem em Berlim e praticam uma série de ações pacifistas. Eles acreditam que podem mudar o mundo, se auto intitulam ‘Edukators’ e procuram espalhar sua indignação de forma pacífica, invadindo mansões para divulgar suas mensagens de protesto. Eles não roubam nada, apenas alteram os móveis de lugar, desconfiguram o espaço. O objetivo é confundir, ameaçar simbolicamente. A invasão é arrematada com um bilhete no qual se lê a frase-manifesto: “Seus dias de fartura estão contados”. Baseado no filme The Edukators, de Hans Weingartner, em parceria com Kahuuna Films

Pablo Sanábio e Fabrício Belsoff vivem os Edukators Peter e Jan, respectivamente. Natália Lage é Jule, namorada de Peter, que acaba descobrindo tudo e propõe a invasão da casa do milionário Hardenberg (Edmilson Barros), a quem deve uma considerável quantia em dinheiro. Algo dá errado e eles são obrigados a sequestrar Hardenberg. Da convivência e embate entre esses quatro personagens brotam as mais belas reflexões do texto. “Cada coração é uma célula revolucionária”. A relação entre os três amigos também se altera, ainda mais quando vem à tona a atração entre Jule e Jan. Nervos e desejos expostos. “O corpo é capaz de produzir drogas poderosíssimas e viciantes, como a paixão”.

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia Original: Rafael Gomes
Direção: João Fonseca
Direção de Produção: Maria Siman
Elenco: Edmilson Barros, Fabrício Belsoff, Natália Lage e Pablo Sanábio
Diretor Assistente: Diogo Liberano
Cenário: Nello Marrese
Iluminação: Luiz Paulo Nenen
Figurinos: Bruno Perlatto
Trilha Sonora: Rodrigo Penna
Direção de Movimento: Rafaela Amado
Produção Executiva: Luciano Marcelo e Gabriela Mendonça
Idealização do Projeto: Pablo Sanábio
Produtores Associados: Pablo Sanábio e Maria Siman
Produção: Primeira Página Produções Culturais e O Menino e as Ideias Entretenimento.

Temporada: até 28 de Setembro (sábado)
Local: Teatro Ipanema – Rua Visconde de Pirajá, 824
Informações: 2267-3750
Horário: Sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 19h
Duração: 90 minutos
Classificação: 14 anos
Capacidade: 222 lugares
Ingressos: R$ 50,00
Bilheteria: terça a sexta de 14h às 22h ou pelo site compreingressos.com
Site: www.nolugar.art.br
Acesso para cadeirantes: Sim
Estacionamento: Não

Sobre ArteView

Avatar

Veja Também

Teatro do Kaos apresenta dois espetáculos no Teatro de Contêiner Mungunzá

O Teatro do Kaos, grupo que é referência de pesquisa teatral na Baixada Santista, traz …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.