Notícias de Última Hora
Home / Teatro / A Noite dos Mortos-Vivos no Sesc Consolação

A Noite dos Mortos-Vivos no Sesc Consolação

Ronaldo de Morais e Paula Picarelli se conheceram na montagem de Amadores da Cia Hiato, três anos atrás, em 2016. Nos camarins do espetáculo trocaram histórias. Se afetaram por elas. Se conectaram. Essa amizade fez os dois pensarem em criar um espetáculo que evidenciasse as semelhanças e diferenças das suas vidas por relatos sobre suas relações com drogas. Era evidente que suas condições sociais – Paula, nascida no Morumbi, Ronaldo no Itaim Paulista – eram determinantes para a forma como cada um usava ou havia usado substâncias alteradoras de consciência – Paula, transita entre elas recreativamente de forma segura, Ronaldo foi refém das drogas por muitos anos. 

Depois de usar crack por mais de vinte anos, Ronaldo se formou bacharel em Ciências Sociais e hoje é professor da rede pública de ensino. Então, o uso de crack não destrói a capacidade de pensar? Não é verdade que, em apenas uma tragada, o usuário de crack tem sua vida destruída para sempre, sem nenhuma possibilidade de reversão? O usuário de crack não é um zumbi? Um morto-vivo, que  deixou de ser humano? Se essa premissa equivocada caía diante da prova viva de uma pessoa, que outras informações teriam sido absorvidas da imprensa de um modo geral, formando o senso comum de que o uso de drogas é um grande vilão? A quem interessa que as drogas sejam um monstro a ser combatido? 

Entendendo a complexidade do assunto, Paula e Ronaldo pensaram em convidar mais pessoas para o projeto e então agregaram Nilcéia Vicente, atriz que perdeu amigos para o tráfico e considera hoje que envelhecer é um privilégio e Flávio Falcone,  psiquiatra que trabalhou durante 7 anos na cracolândia

A Noite dos Mortos-Vivos, que estreia dia 22 de julho, às 20h, no Sesc Consolação, com direção de Paula Picarelli, fala disso tudo indiretamente, usando o filme homônimo de George Romero, de 1968, como base para as discussões. O desejo é dividir com o público histórias que conectaram esses criadores, que os uniram, que inspiraram uma relação de amizade entre eles. Trazer para o teatro a possibilidade de criar afeto através dessas histórias e quem sabe, pelo afeto, despertar em outras pessoas a uma mudança no olhar sobre a abordagem do comércio e uso de drogas no Brasil. 

Ficha Técnica 

Idealização: Paula Picarelli e Ronaldo de Morais

Direção: Paula Picarelli

Dramaturgia e Elenco: Flávio Falcone, Nilcéia Vicente, Paula Picarelli e Ronaldo de Morais.

Assistência de Direção: Thiago Amaral

Vídeos: Ligia Jardim

Iluminação: Henrique Andrade

Trilha Sonora: Miguel Caldas

Colaboração: Elzemann Neves

Assessoria de imprensa: Pombo Correrio

Produção executiva: Yumi Ogino

Direção de produção: Aura Cunha 

Produção Geral: Frey Produções Artísticas 


A NOITE DOS MORTOS-VIVOS
Temporada: de 22 de julho a 27 de agosto, segundas e terças, às 20h
Local: Espaço Beta (3º andar)
Duração: 80 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos

Ingresso: R$ 6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes/Credencial Plena) | R$ 10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante) | R$ 20,00 (inteira)

Sesc Consolação
Rua Doutor Vila Nova, 245, São Paulo – SP
Informações: 3234 3000
sescsp.org.br

Sobre ArteView

Avatar

Veja Também

BOLHAS, de Haroldo França, discute relação entre pastora evangélica e seu filho homossexual

“A peça fala sobre polarização. Vivemos em um tempo em que os ânimos estão muito …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.